Capacidades combinatórias e depressão por endogamia de híbridos comerciais de milho

Autores

  • Henrique José Camargo Senhorinho Universidade Estadual de Maringá
  • Ronald José Barth Pinto Universidade Estadual de Maringá
  • Carlos Alberto Scapim Universidade Estadual de Maringá
  • Klayton Flávio Milani Syngenta Seeds do Brasil
  • Thiago Hideyo Nihei Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n6Supl2p4133

Palavras-chave:

Zea mays L., Análise dialélica, Heterose, Rendimento de grãos.

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar a capacidade combinatória e a depressão endogâmica de híbridos de milho, para caracteres agronômicos. Foram avaliados 22 híbridos comerciais, 96 combinações F1 oriundas de um dialelo parcial, 22 populações S1 e 4 testemunhas, avaliados em dois experimentos delineados em látice quadrado 12x12 totalizando 144 treatments conduzidos em Sabáudia (PR), nas safras 2011/2012 e 2012/2013. Foram avaliados três caracteres: produtividade, altura de plantas e altura de espigas. O método de Griffing (1956) foi aplicado para a avaliação da capacidade geral (CGC) e específica (CEC) de combinação. Destacaram-se os híbridos 30B39, 30K64 e 30B30 para aumentar a produtividade, 30F53 e P1630 para reduzir a altura de plantas e AG9040 e AG7010 para a redução de altura de espigas. Tais híbridos podem ser recomendados para extração de linhagens e formação de compostos seguida de seleção intrapopulacional. As combinações 30B39 x AG8088, 30B39 x AG9045 e P1630 x AG8021 apresentaram efeitos de CEC desejáveis para rendimento de grãos, altura de plantas e altura de espigas, sendo recomendadas para uso em programas de melhoramento interpopulacional. Foram verificadas altas magnitudes de depressão endogâmica para a produtividade e menores valores de depressão para a altura de plantas e de espigas. Assim, são recomendadas estratégias de melhoramento interpopulacional acompanhadas de extração de linhagens.

Biografia do Autor

Henrique José Camargo Senhorinho, Universidade Estadual de Maringá

Discente de Doutorado em Genética e Melhoramento Vegetal, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR, Brasil.

Ronald José Barth Pinto, Universidade Estadual de Maringá

Prof. Dr., UEM, Maringá, PR, Brasil.

Carlos Alberto Scapim, Universidade Estadual de Maringá

Prof. Dr., UEM, Maringá, PR, Brasil.

Klayton Flávio Milani, Syngenta Seeds do Brasil

Pesquisador, Syngenta do Brasil, Lucas do Rio Verde, MT, Brasil.

Thiago Hideyo Nihei, Universidade Estadual de Maringá

Discente de Doutorado em Genética e Melhoramento Vegetal, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR, Brasil.

Downloads

Publicado

2015-12-16

Como Citar

Senhorinho, H. J. C., Pinto, R. J. B., Scapim, C. A., Milani, K. F., & Nihei, T. H. (2015). Capacidades combinatórias e depressão por endogamia de híbridos comerciais de milho. Semina: Ciências Agrárias, 36(6Supl2), 4133–4150. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n6Supl2p4133

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)