Cloreto de potássio revestido em efeito residual no feijoeiro de inverno irrigado na região de cerrado

Autores

  • Mateus Augusto de Carvalho Rodrigues Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Salatiér Buzetti Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Paulo Ricardo Maestrelo Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Ana Carolina Marostica Lino Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Marcelo Carvalho Minhoto Teixeira Filho Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Marcelo Andreotti Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Cássia Maria de Paula Garcia Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n3p1011

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris, Adubação potássica, Feijão, Fertilizante revestido, Doses de potássio, Sistema plantio direto.

Resumo

Com a finalidade de manter os nutrientes disponíveis para as plantas têm-se buscado fertilizantes de liberação controlada. Neste contexto, objetivou-se avaliar o efeito residual de doses de potássio usando cloreto de potássio e cloreto de potássio revestido por polímeros, aplicados na cultura do milho, nos componentes de produção e a produtividade do feijoeiro de inverno irrigado, cultivado em sucessão, em condições de cerrado. O experimento foi conduzido em Selvíria – MS, com coordenadas geográficas de 51o 22” de longitude Oeste e 20o 22” de latitude Sul, num Latossolo Vermelho distrófico de textura argilosa, em 2009 e 2010. O delineamento estatístico utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições, dispostos em um esquema fatorial 4 x 2, sendo: 4 doses de K2O (0, 40, 80 e 120 kg ha-1) e 2 fontes de potásio (KCl e KCl revestido por polímeros) aplicadas na semeadura do milho. O KCl revestido por polímeros teve o mesmo efeito residual que KCl convencional, pois proporcionou resultados semelhantes para os teores foliares de K e de clorofila, nos componentes de produção e na produtividade de grãos de feijão de inverno irrigado. O incremento das doses de potássio na cultura anterior (milho) porporcionou efeito residual, pois influenciou positivamente o número de grãos por planta em 2009 e aumentou linearmente o teor de clorofila e a produtividade de grãos de feijão de inverno irrigado em 2010, independentemente da fonte de K.

Biografia do Autor

Mateus Augusto de Carvalho Rodrigues, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Discente em Agronomia da Faculdade de Engenharia da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP, Campus De Ilha Solteira.

Salatiér Buzetti, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Prof. Titilar , do Deptº de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos da Faculdade de Engenharia da UNESP, Campus de Ilha Solteira. Bolsistas em produtividade pelo CNPq.

Paulo Ricardo Maestrelo, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Discente em Agronomia da Faculdade de Engenharia da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP, Campus De Ilha Solteira.

Ana Carolina Marostica Lino, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Discente em Agronomia da Faculdade de Engenharia da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” UNESP, Campus De Ilha Solteira.

Marcelo Carvalho Minhoto Teixeira Filho, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Prof. Adjunto do Deptº de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos da Faculdade de Engenharia da UNESP, Campus de Ilha Solteira. Bolsistas em produtividade pelo CNPq.

Marcelo Andreotti, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Prof. Adjunto do Deptº de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos da Faculdade de Engenharia da UNESP, Campus de Ilha Solteira. Bolsistas em produtividade pelo CNPq.

Cássia Maria de Paula Garcia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Mestranda em Agronomia da Faculdade de Engenharia da UNESP, Campus de Ilha Solteira.

Downloads

Publicado

2013-06-24

Como Citar

Rodrigues, M. A. de C., Buzetti, S., Maestrelo, P. R., Lino, A. C. M., Teixeira Filho, M. C. M., Andreotti, M., & Garcia, C. M. de P. (2013). Cloreto de potássio revestido em efeito residual no feijoeiro de inverno irrigado na região de cerrado. Semina: Ciências Agrárias, 34(3), 1011–1022. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n3p1011

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>