A gênese da nação brasileira na iconografia do século XIX

Autores

  • Verediana C. da Silva Universidade Estadual de Londrina - UEL

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-3356.2013v6n11p341

Palavras-chave:

Nação brasileira, Iconografia, IHGB, Historia cultural

Resumo

O objetivo desta pesquisa é compreender a gênese da ideia de nação brasileira através da iconografia do século XIX, abordando o estudo da imagem e aprofundando a análise de quatro obras: Engenho da cachoeira. Corte de cana-de-açúcar de Hércule Florence, Primeira Missa no Brasil de Victor Meirelles, O Grito do Ipiranga de Pedro Américo e Evangelho das Selvas de Benedito Calixto. Além das imagens atentou-se para textos produzidos ao longo do mesmo período, produzidos principalmente pela elite cultural ligada ao Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), os relatos de viagens, enquanto texto-imagem, bem como o surgimento do Instituto e da Academia Imperial de Belas Artes (AIBA), no contexto da busca pela homogeneidade da promissora nação brasileira.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Verediana C. da Silva, Universidade Estadual de Londrina - UEL

Mestre em História pela Universidade Estadual de Londrina.

Downloads

Publicado

01-06-2013

Como Citar

SILVA, V. C. da. A gênese da nação brasileira na iconografia do século XIX. Antíteses, [S. l.], v. 6, n. 11, p. 341–342, 2013. DOI: 10.5433/1984-3356.2013v6n11p341. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/antiteses/article/view/15605. Acesso em: 22 maio. 2024.