O sentido da memória da mulher idosa em vivência com a sexualidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-4842.2022v25n2p361

Palavras-chave:

Idoso, Envelhecimento. , Sexualidade, Saúde da Mulher

Resumo

Este estudo teve como objetivo compreender o sentido da memória percebidos pelas mulheres idosas e as relações que as orientam para a vivência da sua sexualidade no processo de envelhecimento humano. O método utilizado foi através de uma pesquisa qualitativa, descritiva, fundamentada na História Oral de Vida, com cinco mulheres idosas, participantes de grupo de convivência, no interior da Bahia. As experiências foram coletadas por meio de entrevista semiestruturada gravadas e transcritas, analisadas através da análise de conteúdo. Os resultados obtidos expuseram o papel social em função do gênero que conduz as mulheres idosas a autorresponsabilização por vivenciar sua sexualidade acompanhada de sentimentos, desafios, imposições morais apreendidas em meios socioculturais, provenientes de uma socialização com significativas interferências patriarcais, e forte influência religiosa. Destarte, pode-se concluir os sentidos atribuídos à sexualidade que estiveram associados ao ato sexual, às relações interpessoais e familiares, às experiências ambíguas nas diferentes fases da vida e com a forte influência das construções sociais.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Vaniele Pereira Sampaio, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Graduada em Enfermagem pela UESB.

Luciana Araújo dos Reis, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Fisioterapeuta, Mestre e Doutora em Ciências da Saúde/UFRN. Docente Adjunta da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Docente Titular da Faculdade Independente do Nordeste.

José Felipe Costa da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Fisioterapeuta formado pela Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestrando em Gestão e Inovação em Saúde pela UFRN. 

Luana Machado Andrade, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Bacharel em Enfermagem pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Doutora em Enfermagem e Saúde/Saúde Pública (PPGES - UESB). Docente do curso de enfermagem da UESB (Departamento de Saúde II - Jequié/BA). 

Edméia Campos Meira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - Uesb

Bacharel em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia (Uesb). Doutorado em Memória: Linguagem e Sociedade pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Atualmente é professora titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

Referências

ARAÚJO, A. C. F. Rompendo o silêncio: Desvelando a sexualidade em idosos. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa, v.12, n.29, p.35-41, 2015. Disponível em: http://revista.lusiada.br/index.php/ruep/article/view/689. Acesso em: 10/06/2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Edições 70ed. São Paulo: [s. n.], 2011.

BERGSON, H. Matéria e Memória. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BEVILAQUA, S. de O. et al. Fatores que interferem na sexualidade da pessoa idosa: uma revisão de literatura. Disciplinarum Scientia| Saúde, v. 20, n. 1, p. 171-181, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/disciplinarumS/article/view/3018. Acesso em: 10/06/2021.

BIROLI, F. Gênero e desigualdades: limites da democracia no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2018.

BRASIL. Resoluções do Conselho Nacional de Saúde nº 466 de 12 de dezembro de 2012, [...]Aprovar as seguintes diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos [...]. Disponível em: https://conselho.saude.gov.br/ resolucoes/2012/ Reso466.pdf. Acesso em: 10/06/2021.

BRASIL. Resolução do Conselho Nacional de Saúde nº 510 de 07 de abril de 2016. [...] Considerando a importância de se construir um marco normativo claro, preciso e plenamente compreensível por todos os envolvidos nas atividades de pesquisa em Ciências Humanas e Sociais [...]. Disponível em: https://conselho.saude.gov.br /resolucoes/2016/Reso510.pdf. Acesso em: 10/06/2021.

CABRAL, N. E. da S. et al. Compreensão da sexualidade por idosas de área rural. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 72, p. 147-152, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/JwPnfKfxp4WvM9TDHRmFYVb/?lang=pt. Acesso em: 10/06/2021.

CREMA, I.L. Sexualidade, gênero e geração: significados e experiências de idosas na pós-menopausa. 2018. 113f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2018. Disponível em: http://bdtd.uftm.edu.br/handle/tede/550. Acesso em: 10/06/2021.

CUNHA, A. M. S. da et al. Conversando sobre sexualidade e afetividade entre pessoas idosas GEP NEWS, 153–160, 2019. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/gepnews/article/view/7893 . Acesso em: 10/03/2021.

DANTAS, D. V. et al. Sexualidade e qualidade de vida na terceira idade. Revista Brasileira de Pesquisa em Saúde/Brazilian Journal of Health Research, v. 19, n. 4, p. 140-148, 2017. Disponível em: file:///C:/Users/USUARIO/Downloads/canhoque,+17.+15294+(140-148).pdf. Acesso em: 1003/2021. DOI: https://doi.org/10.21722/rbps.v19i4.19814

DIAS, M. de J. S. et al. Violência simbólica contra mulher idosa nas relações de gênero. Revista Interdisciplinar em Cultura e Sociedade, p. 481-491, 2018. Disponível em: https://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/ricultsociedade/article/view/10545. Acesso em: 10/03/2021.

EVANGELISTA, A. R. et al. Sexuality in old age: knowledge/attitude of nurses of Family Health Strategy. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 53, 2019. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/reeusp/article/view/182773. Acesso em: 10/03/2021.

Oliveira, E. de L. et al. Sentidos de sexualidade entre mulheres idosas: relações de gênero, ideologias mecanicistas e subversão Psicologia & Sociedade, v. 30, p. 1-10, 2018. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/3093/309358414034/309358414034.pdf. Acesso em: 10/03/2021. DOI: https://doi.org/10.1590/1807-0310/2018v30166019

FIGUEREDO, M. R. M. et al. Sexualidade na terceira idade: a prática profissional da educação em saúde na estratégia de saúde da família. Plataforma Espaço Digital. In: II CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE, 2017. Disponível em: https://editorarealize.com.br/editora/anais/conbracis/2017/TRABALHO_EV071_MD4_SA4_ID1543_12052017195433.pdf. Acesso em: 10/03/2021.

FONSECA, F.M. et al. Climatério: influência na sexualidade feminina. Rev. Universidade Vale do Rio Verde, 2015; v.13, n.2, p.639-45, 2015. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/242. Acesso em: 10/03/2021.

GONZÁLEZ REY, L. F. Sujeito e subjetividade: Uma aproximação socio-histórica (R. S. L. Guzzo, Trad.). São Paulo: Thomson, 2003.

LIMA, C. F. da M. et al. Therapeutic nursing care: transition in sexuality of the elderly caregiving spouse. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 70, p. 673-681, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/rrZwzTywQLWVLVxtK4PwKFS/?lang=en. Acesso em: 10/03/2021. DOI: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0256

MADELRIEUX, S. et al. La pensée et le mouvant: essais et conférences. 2009.

MEDINA, I. A. F. et al. Actitudes hacia la vejez y actitudes hacia la sexualidad del adulto mayor en estudiantes y profesionales de enfermería. Gerokomos, v. 32, n. 1, p. 17-21, 2021. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/ibc-202043. Acesso em: 10/06/2021. DOI: https://doi.org/10.4321/S1134-928X2021000100005

MEIHY, J. C. S. B.; HOLANDA, F. História oral: como fazer, como pensar. [S. l.]: Contexto, 2007.

MIRANDA, L.; BANHATO, E. Qualidade de vida na terceira idade: a influência da participação em grupos. Psicologia em Pesquisa, v.2, n.01, p.69-80, 2008. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psipesq/v2n1/v2n1a09.pdf. Acesso em: 10/03/2021.

SAFFIOTI, H. I. B. Gênero, patriarcado, violência. 2aed. São Pulo: Expressão, 2015. E-book. Disponível em: https://fpabramo.org.br/publicacoes/wp-content/uploads/sites/5/2021/10/genero_web.pdf . Acesso em: 10/03/2021.

SASSAKI, Y.; LEÃO, A. A. M. P. de. Um retrato da sexualidade da mulher idosa no conto “Mas vai chover”, de Clarice Lispector. Graphos, v. 18, n. 1. 2016. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/graphos/article/view/30589/16119 . Acesso em: 10/03/2021.

SANTOS, A. D. et al. Conception of elderly women about sexuality in old age concepción de las mujeres mayores sobre la sexualidad en la vejez. Revista de Enfermagem da UFPE, V. 13, P. 1-8, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/241752 . Acesso em: 10/03/2021.

SOUZA JÚNIOR, E. V. de et al. Sexuality is associated with the quality of life of the elderly! Revista Brasileira de Enfermagem, v. 74, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/5wqJrhghMt79Ct8TmjZFM6r/. Acesso em: 10/03/2021.

VIEIRA, K. F. L.; COUTINHO, M. da P. de L.; SARAIVA, E. R. de A. A sexualidade na velhice: representações sociais de idosos frequentadores de um grupo de convivência. Psicologia: ciência e profissão, v. 36, p. 196-209, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pcp/a/dtF8qQ6skTwWk4jK5ySG7Gq/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10/06/2021 DOI: https://doi.org/10.1590/1982-3703002392013

Downloads

Publicado

31-12-2022

Como Citar

SAMPAIO, V. P.; REIS, L. A. dos; SILVA, J. F. C. da; ANDRADE, L. M.; MEIRA, E. C. O sentido da memória da mulher idosa em vivência com a sexualidade. Serviço Social em Revista, [S. l.], v. 25, n. 2, p. 361–380, 2022. DOI: 10.5433/1679-4842.2022v25n2p361. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/ssrevista/article/view/46492. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos