O modelo didático no ensino do francês língua estrangeira: um estudo do gênero Itinéraire de Voyage

Autores

  • Luiza Guimarães Santos Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0383.2012v33n1p47

Palavras-chave:

Gêneros textuais, Modelo didático, Ensino de francês, Gênero itinéraire de voyage.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo mostrar a relevância de se ensinar o francês como língua estrangeira, por meio dos gêneros textuais, especialmente, se assumimos que a perspectiva adotada é aquela que privilegia o agir em língua estrangeira. Ademais, almejamos refletir sobre a importância de se conhecer bem um gênero, antes de ensinar a produzi-lo e sobre as dificuldades envolvidas na elaboração do modelo didático de um gênero, particularmente, quando trabalhamos com línguas estrangeiras. Para tanto, relataremos nossa experiência, ao elaborar o modelo didático do gênero textual itinéraire de voyage, feito a partir da observação de diversos textos do mesmo gênero e conforme apresentado por Schneuwly e Dolz (2004). A fundamentação teórica deste estudo apoia-se nos trabalhos de Schneuwly e Dolz (2004) e Bronckart (1999, 2004, 2006), para a definição do conceito de gêneros textuais e para elaboração do modelo didático do gênero itinéraire de voyage. O modelo didático de um gênero consiste no levantamento das características de suas dimensões ensináveis e é uma das etapas para a adoção dos gêneros como objeto de ensino. Uma vez concluído, o modelo didático pode ser usado como instrumento, para que o professor escolha o que irá ensinar e como.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiza Guimarães Santos, Universidade de São Paulo

Mestre em Letras, Língua e Literatura Francesa pela Universidade de São Paulo e integrante do grupo de pesquisa ALTER-AGE (Análise de Linguagem, Trabalho e suas Relações - Aprendizagem, Gêneros textuais e Ensino).

Downloads

Publicado

15.02.2013

Como Citar

GUIMARÃES SANTOS, L. O modelo didático no ensino do francês língua estrangeira: um estudo do gênero Itinéraire de Voyage. Semina: Ciências Sociais e Humanas, [S. l.], v. 33, n. 1, p. 47–60, 2013. DOI: 10.5433/1679-0383.2012v33n1p47. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/13260. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Seção Livre