Estratégia da saúde da família: perfil dos médicos e enfermeiros, Londrina, Paraná

Autores

  • Rosângela Aparecida Pimenta Ferrari Universidade Estadual de Londrina
  • Zuleika Thomson Universidade Estadual de Londrina
  • Regina Melchior Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0367.2005v26n2p101

Palavras-chave:

Programa Saúde da Família, Atenção básica de saúde, Recursos humanos em saúde.

Resumo

Trata-se de um estudo descritivo quantitativo, com o objetivo de descrever o perfil dos médicos e enfermeiros das equipes da Saúde da Família, no município de Londrina, Paraná. A coleta de dados foi realizada no período de agosto a setembro de 2003 e os dados foram analisados através do programa Epi- Info. O município contava com 188 profissionais (94 médicos e 94 enfermeiros). Desse total, 89 enfermeiros (94,7%) e 82 médicos (87,2%) participaram da pesquisa. Mais da metade dos médicos era do sexo masculino, com média de idade de 42,2 anos. Entre os enfermeiros, predominou o sexo feminino, com média de idade de 33,9 anos. Grande parte dos médicos atuava há mais de nove anos na área da Saúde Coletiva, enquanto a atuação de mais da metade dos enfermeiros, nessa área, era de menos de nove anos. Quase a totalidade dos enfermeiros e pouco mais de 50% dos médicos tinham mais de dois anos de trabalho na ESF. Mais de 74% dos médicos e 93,2% dos enfermeiros haviam feito especialização, referindo terem-na feito na área da Saúde Coletiva, respectivamente 45% e 70%. Diante destes resultados verifica-se que os médicos e os enfermeiros das equipes da Saúde da Família do município de Londrina possuíam expressiva qualificação profissional.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Rosângela Aparecida Pimenta Ferrari, Universidade Estadual de Londrina

Trata-se de um estudo descritivo quantitativo, com o objetivo de descrever o perfil dos médicos e enfermeiros das equipes da Saúde da Família, no município de Londrina, Paraná. A coleta de dados foi realizada no período de agosto a setembro de 2003 e os dados foram analisados através do programa Epi- Info. O município contava com 188 profissionais (94 médicos e 94 enfermeiros). Desse total, 89 enfermeiros (94,7%) e 82 médicos (87,2%) participaram da pesquisa. Mais da metade dos médicos era do sexo masculino, com média de idade de 42,2 anos. Entre os enfermeiros, predominou o sexo feminino, com média de idade de 33,9 anos. Grande parte dos médicos atuava há mais de nove anos na área da Saúde Coletiva, enquanto a atuação de mais da metade dos enfermeiros, nessa área, era de menos de nove anos. Quase a totalidade dos enfermeiros e pouco mais de 50% dos médicos tinham mais de dois anos de trabalho na ESF. Mais de 74% dos médicos e 93,2% dos enfermeiros haviam feito especialização, referindo terem-na feito na área da Saúde Coletiva, respectivamente 45% e 70%. Diante destes resultados verifica-se que os médicos e os enfermeiros das equipes da Saúde da Família do município de Londrina possuíam expressiva qualificação profissional.

Zuleika Thomson, Universidade Estadual de Londrina

Professora, Doutora em Saúde Pública do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Estadual de Londrina – PR, Brasil.

Regina Melchior, Universidade Estadual de Londrina

 

Professora, Doutora em Saúde Pública do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Estadual de Londrina – PR, Brasil.

Downloads

Publicado

2005-12-15

Como Citar

1.
Ferrari RAP, Thomson Z, Melchior R. Estratégia da saúde da família: perfil dos médicos e enfermeiros, Londrina, Paraná. Semin. Cienc. Biol. Saude [Internet]. 15º de dezembro de 2005 [citado 20º de junho de 2024];26(2):101-8. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/3558

Edição

Seção

Artigos