Produção de exopolissacarídeos pela cianobactéria Nostoc sp em diferentes concentrações de nitrogênio e glicose

Autores

  • Liege Abdallah Kawai Universidade Estadual de Londrina
  • Maria Helena Pimenta Pinotti Universidade Estadual de Londrina
  • Maria Antonia Pedrine Colabone Celligoi Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0367.2006v27n1p33

Palavras-chave:

Exopolissacarídeo, Cianobactéria, Nostoc sp.

Resumo

Cianobactérias são microrganismos procariontes que, durante o crescimento celular, são capazes de produzir exopolissacarídeos (EPS). Devido à diversidade bioquímica destes, podem ser excelentes para vários fins biotecnológicos, tendo aplicações em indústrias alimentícias, têxteis, de tintas, cosméticos, de papel, e farmacêuticas, como floculantes, espessantes ou estabilizadores, substituindo os polissacarídeos de macroalgas e plantas. Além disso, as cianobactérias apresentam taxas maiores de crescimento e são mais fáceis de manipular do que plantas e macroalgas. Este estudo teve por objetivo otimizar a produção de EPS no meio BG11, com relação a diferentes concentrações de nitrogênio e glicose do meio de cultivo na produção de EPS e biomassa pela cianobactéria Nostoc sp.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Liege Abdallah Kawai, Universidade Estadual de Londrina

Aluna do Curso de Ciências Biológicas – Bolsista UEL de Iniciação Científica- Universidade Estadual de Londrina.

Maria Helena Pimenta Pinotti, Universidade Estadual de Londrina

Docente do Departamento de Bioquímica e Biotecnologia - CCE - Universidade Estadual de Londrina.

Maria Antonia Pedrine Colabone Celligoi, Universidade Estadual de Londrina

Docente do Departamento de Bioquímica e Biotecnologia - CCE - Universidade Estadual de Londrina.

Downloads

Publicado

2006-07-15

Como Citar

1.
Kawai LA, Pinotti MHP, Celligoi MAPC. Produção de exopolissacarídeos pela cianobactéria Nostoc sp em diferentes concentrações de nitrogênio e glicose. Semin. Cienc. Biol. Saude [Internet]. 15º de julho de 2006 [citado 17º de junho de 2024];27(1):33-9. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/3527

Edição

Seção

Artigos