Avaliação da vacinação anti-rábica e da suplementação com probiótico na resposta imune humoral em bovinos

Autores

  • Luciene Aparecida Ferreira Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE
  • Paulo Eduardo Pardo Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE
  • Neuza Maria Frazatti-Gallina Instituto Butantan
  • Regina Maria Mourão-Fuches Instituto Butantan
  • Daniella Cristina Ventini Instituto Butantan
  • Sérgio do Nascimento Kronka Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE
  • Sandro Eduardo Arenas Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE
  • Luis Souza Lima de Souza Reis Universidade Estadual Paulista – FMVZ/UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2009v30n3p655

Palavras-chave:

Probiótico, Resposta imune humoral, Vacina anti-rábica, Anticorpos, Bovino.

Resumo

Objetivou-se avaliar a resposta imune humoral a uma nova vacina anti-rábica, desenvolvida no Instituto Butantan em bovinos primovacinados e o efeito do probiótico nesta resposta. Trinta e quatro bovinos da raça Nelore com idade de 15 meses foram divididos aleatoriamente em 2 grupos (17 bovinos/grupo): os animais foram vacinados no dia zero e um dos grupos recebeu uma mistura mineral com probiótico (GP), enquanto o outro apenas a mistura (GC). Colheu-se sangue dos animais nos dias 0, 75 e 150 após a vacinação para determinação dos títulos de anticorpos anti-rábicos neutralizantes pela técnica de soroneutralização em células BHK21 (RFFIT). Foram encontrados títulos de anticorpos protetores ( ? 0,5 UI/mL) em 82,4% dos animais do grupo GP e 76,5% do grupo GC. Não houve diferença significativa (p > 0,05) nos títulos de anticorpos entre os soros coletados dos dois grupos de animais nos dias 75 e 150. Verificou-se também que para ambos os grupos no dia 150 houve uma redução significativa (p < 0,01) nos títulos de anticorpos. Conclui-se que a vacina anti-rábica é eficiente em produzir soroconversão e em manter os títulos de anticorpos em bovinos primovacinados. A ingestão do probiótico não interferiu na resposta imune humoral anti-rábica.

 

 

 

Biografia do Autor

Luciene Aparecida Ferreira, Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE

Mestranda em Ciência Animal, Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE, Presidente Prudente, SP.

Paulo Eduardo Pardo, Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE

Docente do Departamento de Clínica Médica – Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE, Presidente Prudente, SP.

Neuza Maria Frazatti-Gallina, Instituto Butantan

Laboratório de Raiva, Instituto Butantan, São Paulo, SP.

Regina Maria Mourão-Fuches, Instituto Butantan

Laboratório de Raiva, Instituto Butantan, São Paulo, SP.

Daniella Cristina Ventini, Instituto Butantan

Laboratório de Raiva, Instituto Butantan, São Paulo, SP.

Sérgio do Nascimento Kronka, Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE

Docente do Departamento de Clínica Médica – Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE, Presidente Prudente, SP.

Sandro Eduardo Arenas, Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE

Docente do Departamento de Clínica Médica – Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE, Presidente Prudente, SP.

Luis Souza Lima de Souza Reis, Universidade Estadual Paulista – FMVZ/UNESP

Doutorando em Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista – FMVZ/UNESP.

Downloads

Publicado

2009-10-22

Como Citar

Ferreira, L. A., Pardo, P. E., Frazatti-Gallina, N. M., Mourão-Fuches, R. M., Ventini, D. C., Kronka, S. do N., … Reis, L. S. L. de S. (2009). Avaliação da vacinação anti-rábica e da suplementação com probiótico na resposta imune humoral em bovinos. Semina: Ciências Agrárias, 30(3), 655–660. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2009v30n3p655

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2