Adição de sacarose na solução crioprotetora de vitrificação melhora a qualidade de embriões ovinos Dorper produzidos in vivo

Autores

  • Alane Pains Oliveira do Monte Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • João Bosco Loiola Filho Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Thais Thatiane dos Santos Souza Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Mayara de Souza Miranda Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Lívia Correia Magalhães Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Celso Henrique Souza Costa Barros Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Ana Arlete de Amorim Silva Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Adriano Oliveira Santos Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Aionne de Souza Leite Guimarães Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Jonathan Maia da Silva Costa Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Pedro Humberto Félix de Sousa Universidade do Estado da Bahia
  • Daniel Maia Nogueira Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
  • Mabel Freitas Cordeiro Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Edilson Soares Lopes Júnior Universidade Federal do Vale do São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n6Supl2p4257

Palavras-chave:

Açúcar, Criopreservação, Embrião, Múltipla ovulação, Ovelha.

Resumo

Este estudo objetivou avaliar a eficácia da adição de sacarose na solução de vitrificação de embriões ovinos produzidos in vivo. Foram selecionadas 40 ovelhas da raça Dorper as quais foram superovuladas. Imediatamente antes da colheita de embriões por laparotomia, uma laparoscopia foi realizada para verificar a resposta superovulatória. O lavado recuperado foi submetido à procura e avaliação de embriões e estes foram divididos em dois grupos experimentais, onde os embriões do Grupo Controle foram submetidos ao protocolo tradicional de vitrificação e os embriões do Grupo Sacarose a um protocolo modificado de vitrificação com sacarose. Após a descongelação, os embriões foram novamente divididos considerando a remoção (Indireto) ou não (Direto) do crioprotetor. A qualidade embrionária foi classificada como embriões de graus I (excelente ou bom), II (regular), III (pobre) e IV (morto ou degenerado). Foi também verificada a homogeneidade da massa, ocorrência de retração da massa e ruptura de zona pelúcida. Os resultados foram expressos em porcentagem e foram submetidos ao teste do Qui-quadrado com P < 0.05. Os embriões vitrificados na presença de sacarose apresentaram menores proporções de embriões de menor qualidade após a descongelação (22,20 vs. 44,50%), e maiores percentuais de embriões homogêneos após a descongelação (63,89 vs. 38,89%) enquanto com relação aos demais parâmetros não existiram diferenças entre grupos. Pode-se concluir que a adição de 0,4 M de sacarose durante os procedimentos de vitrificação e descongelação beneficia a qualidade embrionária

Biografia do Autor

Alane Pains Oliveira do Monte, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal - CPGCA, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

João Bosco Loiola Filho, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal - CPGCA, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Thais Thatiane dos Santos Souza, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal - CPGCA, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Mayara de Souza Miranda, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal - CPGCA, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Lívia Correia Magalhães, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente de Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal - CPGCA, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil..

Celso Henrique Souza Costa Barros, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Ana Arlete de Amorim Silva, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Adriano Oliveira Santos, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Aionne de Souza Leite Guimarães, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Jonathan Maia da Silva Costa, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Pedro Humberto Félix de Sousa, Universidade do Estado da Bahia

Prof., Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Juazeiro, BA, Brasil.

Daniel Maia Nogueira, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Pesquisador, Empresa Brasileira de pesquisa Agropecuária, Semiárido, Embrapa Semiárido, Petrolina, PE, Brasil.

Mabel Freitas Cordeiro, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Prof., Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Edilson Soares Lopes Júnior, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Prof., Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Downloads

Publicado

2015-12-16

Como Citar

Monte, A. P. O. do, Loiola Filho, J. B., Souza, T. T. dos S., Miranda, M. de S., Magalhães, L. C., Barros, C. H. S. C., … Lopes Júnior, E. S. (2015). Adição de sacarose na solução crioprotetora de vitrificação melhora a qualidade de embriões ovinos Dorper produzidos in vivo. Semina: Ciências Agrárias, 36(6Supl2), 4257–4268. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n6Supl2p4257

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)