Efeito do silício na qualidade de flores de Dendrobium nobile (Orchidaceae)

Autores

  • Patricia Reiners Carvalho Universidade Estadual de Londrina
  • Ricardo Tadeu Faria Universidade Estadual de Londrina
  • Inês Cristina de Batista Fonseca Universidade Estadual de Londrina
  • Oscar de Andrade Junior Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1615

Palavras-chave:

Silicato de magnésio, Orquídea, Nutrição, Flor de vaso.

Resumo

A orquídea Dendrobium nobile Lindl é amplamente cultivada pelo mundo como flor de corte e em vasos. O silício (Si) tem demonstrado efeito benéfico em diversas culturas, como por exemplo: aumentando a rigidez celular, conferindo proteção à fitopatógenos, aumento da capacidade fotossintética, tolerância à seca, promoção de maior crescimento e conservação pós-colheita. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do silício em diferentes concentrações na qualidade de flores da orquídea Dendrobium nobile. Os tratamentos foram realizados com silicato de magnésio (SiMg) nas seguintes concentrações: 0,0; 0,16; 0,32; 0,48 e 0,64g L-1. As aplicações foram realizadas quinzenalmente via foliar, totalizando quatro aplicações dois meses antes do florescimento. As variáveis avaliadas foram: longevidade das flores, número de flores por vaso e número de brotos por planta. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com cinco tratamentos de dez repetições. As aplicações foliares de SiMg incrementaram a produção de flores em média de 59% e de brotos em até 66%, mostrando-se mais eficiente de acordo o aumento das concentrações testadas. Observa-se o aumento da longevidade das flores na dose 0,45 g L-1 em até quatro dias.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Patricia Reiners Carvalho, Universidade Estadual de Londrina

Discente de Doutorado de Agronomia da Universidade Estadual de Londrina, UEL, Londrina, PR.

Ricardo Tadeu Faria, Universidade Estadual de Londrina

Prof. Dr. do Dept° de Agronomia, UEL, Londrina, PR.

Inês Cristina de Batista Fonseca, Universidade Estadual de Londrina

Profª Drª do Dept° de Agronomia, UEL, Londrina, PR.

Oscar de Andrade Junior, Universidade Estadual de Londrina

Discente de Doutorado de Agronomia da Universidade Estadual de Londrina, UEL, Londrina, PR.

Downloads

Publicado

2013-08-30

Como Citar

Carvalho, P. R., Faria, R. T., Fonseca, I. C. de B., & Andrade Junior, O. de. (2013). Efeito do silício na qualidade de flores de Dendrobium nobile (Orchidaceae). Semina: Ciências Agrárias, 34(4), 1615–1622. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1615

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 5