Caracterização dos agregados em solos sob cultivo no cerrado, MS

Autores

  • Itaynara Batista Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas
  • Maria Elizabeth Fernandes Correia Embrapa Agrobiologia
  • Marcos Gervasio Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Wanderlei Bieluczyk Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Jolimar Antônio Schiavo Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Nilvânia Aparecida de Mello Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1535

Palavras-chave:

Agregação do solo, Matéria orgânica do solo, Manejo do solo.

Resumo

Impactos sobre o ambiente do solo e a atividade biológica resultam em alterações nos processos de formação de agregados biogênicos e fisiogênicos. Com o objetivo de avaliar a influência física e biológica na gênese de agregados dos solos do Cerrado, bem como determinar quais os principais fatores do ambiente que determinam as características dos agregados em área de produção sob sistema de integração lavoura-pecuária (ILP), foi desenvolvido esse trabalho na Fazenda Cabeceira, Maracaju- MS, em áreas de ILP. As áreas avaliadas foram: Cerradão, pasto/milho, milho/algodão e algodão/soja, sendo realizadas avaliações nas épocas seca (maio/2009) e chuvosa (março/2010). Para identificação das vias de agregação foram utilizados padrões morfológicos, sendo estabelecidos três tipos de agregados: fisiogênicos, biogênicos e intermediários. Os agregados foram analisados quanto ao complexo sortivo, carbono e estabilidade, o solo foi analisado quanto o complexo sortivo, fracionamento granulométrico da matéria orgânica do solo, frações oxidáveis do carbono orgânico total, análise granulométrica e macrofauna edáfica. Em todas as áreas estudadas, na época seca, foram quantificados os maiores valores de agregados intermediários, enquanto na época chuvosa, de maneira geral, não foram observadas diferenças dos agregados formados pelas diferentes vias nas áreas, exceto algodão/soja. Os agregados biogênicos apresentaram correlação positiva com teores de carbono e foram encontrados em menor quantidade em comparação aos fisiogênicos e intermediários. Os diferentes tipos de agregados formados, além de apresentarem características morfológicas diferentes, também apresentam diferenças quanto às características químicas.

Biografia do Autor

Itaynara Batista, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas

Discente de Doutorado em Agronomia (Agricultura), Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu, UNESP, Botucatu, SP.

Maria Elizabeth Fernandes Correia, Embrapa Agrobiologia

Pesquisadora da Embrapa Agrobiologia. BR 465, km 7, CEP 23890-000, Seropédica, RJ.

Marcos Gervasio Pereira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Prof. Associado IV do Deptº de Solos da UFRRJ BR 465, km 7, CEP 23890-000, Seropédica, RJ.

Wanderlei Bieluczyk, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Discente de Mestrado do CPGA-CS, Deptº de Solos, UFRRJ, BR 465, km 7, CEP 23890-000, Seropédica, RJ.

Jolimar Antônio Schiavo, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Prof. Adjunto IV da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, UEMS, Rod. Aquidauana, km 12, CEP 79200-000 Aquidauana, MS.

Nilvânia Aparecida de Mello, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Profª da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Via do Conhecimento, km 1 CEP 85503-390, Pato Branco, PR.

Downloads

Publicado

2013-08-30

Como Citar

Batista, I., Correia, M. E. F., Pereira, M. G., Bieluczyk, W., Schiavo, J. A., & Mello, N. A. de. (2013). Caracterização dos agregados em solos sob cultivo no cerrado, MS. Semina: Ciências Agrárias, 34(4), 1535–1548. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1535

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>