A problematização dos saberes de gênero no ambiente escolar: uma proposta de intervenção à formação docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-3356.2011v4n7p203

Palavras-chave:

Educação, Gênero, Formação docente, Intervenção pedagógica, Formação de conceitos

Resumo

O objetivo deste estudo consiste em investigar as representações sociais de gênero de professores e professoras que atuam em 5ª e 6ª séries de uma escola pública da cidade de Sarandi/PR. Em razão da importância política e social da discussão sobre gênero, foram levantadas as seguintes problematizações: Quais as representações sociais de professores e professoras a respeito de gênero? Esse conceito pode ser repensado por meio de uma intervenção pedagógica? Para tanto, realizamos entrevistas com os/as docentes e um processo de intervenção pedagógica com discussões em grupo com o intuito de repensar o gênero em um contexto sócio-histórico que produz relações de poder. Tomou-se como fonte de dados as verbalizações dos professores e das professoras antes, durante e depois do processo de intervenção pedagógica. Os resultados deste artigo apontaram um movimento de opiniões e definições do conceito de gênero apresentado pelos/as professores/as após o processo de intervenção pedagógica diferente de sua postura inicial. Esse movimento evidenciou uma abertura maior à compreensão do conceito de gênero contrário às representações iniciais dos sujeitos. Consideramos que tais resultados revelam a necessidade de maiores discussões sobre o gênero no ambiente escolar.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fabiane Freire França, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Maringá. Docente colaboradora da Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão.

Geiva Carolina Calsa, Universidade Estadual de Maringá - UEM

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Professora da Universidade Estadual de Maringá.

Referências

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Revista Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 133-184, jul./dez. 1995.

COSTA, M. V. Pesquisa-ação, pesquisa participativa e política cultural da identidade. In: COSTA, M. V. (org.). Caminhos investigativos II: outros modos de pensar e fazer pesquisa em educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 91-115.

COSTA, Marisa Vorraber. Currículo e política cultural. In: COSTA, M. V. (org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. p. 37-68.

FOUCAULT, Michel. A história da sexualidade: a vontade de saber. 18. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988. v. 1.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 4. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1984.

HOOKS, B. Eros, erotismo e o processo pedagógico. In: LOURO, G. L. (org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p. 113-123.

LOURO, Guacira Lopes. Corpo, escola e identidade. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 25, p. 59-76, jul./dez. 2000.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. O currículo e as diferenças sexuais e de gênero. In: COSTA, M. V. (org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. p. 85-92.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, G. L. (org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p. 7-34.

MEYER, Dagmar E. Etnia, raça e nação: o currículo e a construção de fronteiras e posições sociais. In: COSTA, M. V. (org.). O currículo nos limiares do contemporâneo. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1999. p. 69-83.

MEYER, Dagmar. Gênero e educação: teoria e política. In: LOURO, Guacira Lopes; NECKEL, Jane Felipe; GOELLNER, Silvana Vilodre. (org.). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. Petrópolis: Vozes, 2003. p. 9-27.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 71-99, jul./dez. 1995.

SILVA, Roseli Pereira. Cinema e educação. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, T. T. (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2007. p. 73-102.

SOIHET, Rachel. Pisando no “sexo frágil”. Nossa História, São Paulo, ano 1, n. 3, p. 15-19, jan. 2004.

SOUZA, Nádia Geisa Silveira de. Representações de corpo-identidade em histórias de vida. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 25, n. 2, p. 95-116, jul./dez. 2000.

WEEKS, Jeffrey. O corpo e a sexualidade. In: LOURO. G. L. (org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p. 7-34.

Downloads

Publicado

04-09-2010

Como Citar

FRANÇA, F. F.; CALSA, G. C. A problematização dos saberes de gênero no ambiente escolar: uma proposta de intervenção à formação docente. Antíteses, [S. l.], v. 4, n. 7, p. 203–222, 2010. DOI: 10.5433/1984-3356.2011v4n7p203. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/antiteses/article/view/2874. Acesso em: 18 maio. 2024.