Itinerário terapêutico e o lúdico no processo de cuidado à criança com diabetes: vivências do cuidador familiar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0367.2022v43n2p263

Palavras-chave:

Acesso aos Serviços de Saúde, Atitude Frente a Saúde, Família, Jogos e Brinquedos.

Resumo

Introdução: Diabetes Mellitus tipo 1 é uma das doenças crônicas mais prevalentes na infância. O acompanhamento profissional das crianças com Diabetes Mellitus tipo 1 precisa ser integrativo e considerar as etapas do desenvolvimento infantil, suas experiências, e formas adequadas de comunicação e estratégias lúdicas.
Objetivos: descrever as experiências e uso de recursos lúdicos, bem como identificar o itinerário terapêutico percorrido pelo cuidador da criança com Diabetes Mellitus tipo 1.
Metodologia: pesquisa descritiva com abordagem qualitativa realizada com oito cuidadores  familiares de crianças com três a 12 anos incompletos com Diabetes Mellitus tipo 1 em um município no Nordeste de Santa Catarina e que realizam acompanhamento no ambulatório de especialidade de um hospital infantil. Os dados foram coletados entre julho e agosto do ano de 2021, por meio de entrevistas em plataformas virtuais e analisados conforme análise temática.
Resultados: foram elaboradas quatro categorias temáticas a partir das unidades de sentidos mais significativas: percepção dos sinais e sintomas e a descoberta da doença; a peregrinação nos serviços de saúde em busca de respostas; a não utilização de estratégias lúdicas para educação em saúde por profissionais da saúde; depois tudo volta a ser docinho novamente.
Conclusão:
o itinerário terapêutico do cuidador da criança com Diabetes Mellitus tipo 1 evidencia uma peregrinação nos serviços de saúde, falta de comunicação entre os profissionais de saúde e vínculo frágil com atenção primária.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Leticia Pavanello Junkes, Faculdade Censupeg

Enfermeira. Pós-graduanda em Enfermagem Obstétrica e Ginecológica pela Faculdade Censupeg, Joinville, SC

Suelen Alves Farias, Faculdade Censupeg

Enfermeira. Pós-Graduanda Enfermagem em Cardiologia e Hemodinâmica pela Faculdade Censupeg. Joinville, SC, Brasil

Rebecca Ortiz La Banca, Hospital Infantil de Los Angeles

Enfermeira. Doutora em Ciências pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Pós Doutorado pela Harvard Medical School. Research Nurse Scientist no Children’s Hospital Los Angeles, CA

Lidiane Ferreira Schultz, Faculdade IELUSC

Enfermeira. Doutora em Saúde e Meio Ambiente pela Universidade da Região de Joinville-UNIVILLE. Professora da Faculdade IELUSC, Joinville, SC.

Referências

American Diabetes Association. Diagnóstico e classificação de diabetes mellitus. Diabetes Care. 2010 Jan; 33(Suppl 1): S62–S69. Doi: https://doi.org/10.2337%2Fdc10-S062

American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes-2022 Abridged for Primary Care Providers. Clin Diabetes 2022; 40(1):10-38. Doi: https://doi.org/10.2337/cd22-as01.

American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes-2021 Abridged for Primary Care Providers. Clin Diabetes. 2020;39(1):14-43. Doi: https://doi.org/10.2337/cd21-as01.

Brasil. Lei nº 14.158 de 02 de junho de 2021. Dispõe sobre o valor do salário-mínimo a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2021 [Internet]. Brasília, DF; 2021.[citado 2021 Jul 19]. Disponível em: http://www.normaslegais.com.br/legislacao/lei-14158-2021.htm.

Cabral ALLV, Martinez-Hemáez A, Andrade ELG, Cherchiglia ML. Itinerários terapêuticos: o estado da arte da produção científica no Brasil. Ciênc. Saúde coletiva. 2011;16:4433-4442. Doi https://doi.org/10.1590/S1413-81232011001200016.

Costa DTL, Veríssimo MLR, Toriyama ATM, Sigaud CHS. O brincar na assistência de enfermagem à criança – revisão integrativa. Rev Soc Bras Enferm Ped. 2016;16(1):36-43. Doi: http://dx.doi.org/10.31508/1676-3793201600005.

Demétrio F, Santana ER, Pereira-Santos M. O Itinerário Terapêutico no Brasil: revisão sistemática e metassíntese a partir das concepções negativas e positivas de saúde. Saúde Debate. 2019; 43(spe7): 204-221. Doi: https://doi.org/10.1590/0103-11042019S716

Finco M, Bertoncini JH. Itinerário terapêutico e vivência dos familiares e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1. Rev Bras Promoc Saúde. 2016;29(3):371-9. Doi: https://doi.org/10.5020/18061230.2016.p371

Fontanella BJB, Ricas J, Turato ER. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cad Saude Publica. 2008 Jan;24(1):17-27. doi: 10.1590/s0102-311x2008000100003.

International Diabetes Federation. IDF Diabetes Atlas. 10th ed. [Internet]. Brussels, Bel: IDF; 2021. [cited 2021 Mar 20]. Available from: https://www.diabetesatlas.org.

La Banca RO, Laffel LMB, Volkening LK, Sparapani VC, Carvalho EC, Nascimento LC. Brincadeiras terapêuticas para ensinar auto injeção de insulina para crianças com diabetes tipo 1: um estudo piloto em um país em desenvolvimento. J Spec Pediatr Nurs. 2021;26(1):e12309. https://doi.org/10.1111/jspn.12309.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec; 2014.

Ministério da Saúde (BR). Agenda de Prioridades de Pesquisa do Ministério da Saúde. Brasília: MS; 2018. [citado 2021 fev 15]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/agenda_prioridades_pesquisa_ms.pdf.

Ministério da Saúde (BR). Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus [Internet]. Brasília, 2013 [citado 2021 Mar 20]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estrategias_cuidado_pessoa_diabetes_mellitus_cab36.pdf.

Pedrinho LR, Shibukawa BMC, Rissi GP, Uema RTB, Merino MFGL, Higarashi IH. Brinquedo terapêutico para crianças com Diabetes Mellitus tipo 1: intervenções no domicílio. Esc Anna Nery Rev Enferm, 2021;25(3):e20200278. Doi: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2020-0278.

Pennafort VPS, Queiroz MVO, Gomes ILV, Rocha MFF. Instructional therapeutic toy in the culture care of the child with diabetes type 1. Rev Bras Enferm. 2018;71:1334-42. [Thematic Issue: Health of woman and child] Doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0260.

Queiroz MVO, Brito LMMC, Pennafort VPS, Bezerra FSM. Sensibilizando a criança com diabetes para o cuidado de si: Contribuição à prática educativa. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2016;20(2):337-343. Doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20160046.

Sociedade Brasileira de Diabetes. Diagnóstico e tratamento do diabetes Tipo 1. [Internet]. São Paulo: Clannad; 2012 [citado 2021 fev 15]. Disponível em: https://www.diabetes.org.br/publico/images/pdf/posicionamento-diagnostico-tratamento-dm1-final.pdf.

Sparapani VC, Nascimento LC. Recursos pedagógicos para educação de crianças com diabetes mellitus tipo 1. Sau & Transf Soc. [Internet]. 2010. [citado 2021 fev 15];1(1):113-119. Disponível em: http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/saudeetransformacao/article/view/416/460.

Tong A, Sainsbury P, Craig J. Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups. Int J Qual Health Care. 2007 Dec;19(6):349-57. doi: https://doi.org/10.1093/intqhc/mzm042.

Usher-Smith JA, Thompson M, Ercole A, Walter FM. Variation between countries in the frequency of diabetic ketoacidosis at first presentation of type 1 diabetes in children: a systematic review. Diabetologia. 2012 Nov;55(11):2878-94. Doi: https://doi.org/10.1007/s00125-012-2690-2.

Venancio JMP, La Banca RO, Ribeiro CA. Benefícios da participação em um acampamento no autocuidado de crianças e adolescentes com diabetes: percepção das mães. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2017;21(1):e20170004. Doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20170

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

1.
Junkes LP, Farias SA, Banca ROL, Schultz LF. Itinerário terapêutico e o lúdico no processo de cuidado à criança com diabetes: vivências do cuidador familiar. Semin. Cienc. Biol. Saude [Internet]. 11º de novembro de 2022 [citado 25º de abril de 2024];43(2):263-76. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/45845

Edição

Seção

Artigos