História e Antropologia nas fronteiras do extremo norte do Brasil: o patrimônio cultural dos Wajãpi e uma reflexão sobre as artes indígenas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-3356.2014v7n14p282

Palavras-chave:

Patrimônio cultural, Artes indígenas, Índios Wajãpi, Fronteira norte do Brasil, História e antropologia

Resumo

OsOs Wajãpi são indígenas falantes de uma língua Tupi que vivem no início do século XXI na região delimitada pelos rios Oiapoque, Jari e Araguari, no Estado do Amapá, fronteira do Brasil com a Guiana Francesa. Além da riqueza das narrativas orais, os Wajãpi possuem um repertório definido de padrões gráficos que pode ser denominado de arte kusiwa. Os padrões gráficos referem-se, sobretudo, a animais que compõem a mitologia Wajãpi. Em 2002, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) inscreveu a arte kusiwa no Livro de Registro das Formas de Expressão por meio de um dossiê. Tal documento foi elaborado por iniciativa do Apina (Conselho das Aldeias Wajãpi) para ser encaminhado à Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), que selecionou as expressões gráficas e orais dos Wajãpi como obra prima do patrimônio oral e imaterial da humanidade, em 2003. O artigo tem por objetivo problematizar a temática do patrimônio cultural, apresentando uma reflexão sobre as artes indígenas em geral e especificamente sobre as artes dos Wajãpi. Espera-se, desse modo, contribuir a respeito dos usos sociais dos patrimônios culturais em perspectiva interdisciplinar, centrando na interlocução entre Arte, História e Antropologia.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Giovani José da Silva, Universidade Federal do Amapá - UFA

Doutor em História pela Universidade Federal de Goiás. Professor adjunto do curso de História da Universidade Federal do Amapá.

Referências

ARTE e corpo: pintura sobre a pele e adornos de povo indígenas brasileiros, sala especial do 8º salão nacional de artes plásticas, a arte e seus materiais. Rio de Janeiro: Funarte/Inap, 1985.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes; SILVA, Adriane Costa. Perspectivas históricas da educação indígena no Brasil. In: PRADO, Maria Ligia Coelho; VIDAL, Diane Gonçalves (Org.). À margem dos 500 anos: reflexões irreverentes. São Paulo: EDUSP, 2002. p. 63-81.

BOAS, Franz. Primitive art. New York: Dover, 1955.

COSTA, Anna Maria F. M.; JOSÉ DA SILVA, Giovani. Arte ou artesanato: reflexões acerca da cultura material indígena na contemporaneidade. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 28., São Paulo. Anais... São Paulo: PUC, 2012. Disponível em: http://www.abant.org.br/conteudo/ANAIS/CD_Virtual_28_RBA/programacao/grupos_trabalho/artigos/gt13/Anna%20Maria%20Ribeiro%20F.%20M.%20Costa.pdf. Acesso em: 30 jun. 2014.

GALLOIS, Dominique Tilkin (Org.). Kusiwa: pintura corporal e arte gráfica Wajãpi. Rio de Janeiro: Museu do Índio FUNAI, 2002.

GALLOIS, Dominique Tilkin (Org.). Patrimônio cultural imaterial e povos indígenas: exemplos no Amapá e norte do Pará. São Paulo: Iepé, 2006.

GALLOIS, Dominique Tilkin (Org.). Redes de relações nas Guianas. São Paulo: Humanitas, 2005.

GALLOIS, Dominique Tilkin (Org.). Terra indígena Wajãpi: da demarcação às experiências de gestão territorial. São Paulo: Iepé, 2011. v. 1.

GALLOIS, Dominique Tilkin; GRUPIONI, Denise Fajardo. Povos indígenas no Amapá e norte do Pará: quem são, onde estão, quantos são, como vivem e o que pensam? São Paulo: Iepé/Museu do Índio, 2009.

GEERTZ, Clifford. A arte como um sistema cultural. In: GEERTZ, Clifford. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Tradução de Vera Mello Joscelyne. 5. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002. p. 142-181.

HAIGERT, Cynthia Gindri. Patrimônio cultural: interagindo com a comunidade. In: MILDER, Saul Eduardo Seiguer (Org.). As várias faces do patrimônio. Santa Maria: Pallotti, 2006.

HOEBEL, E. Adamson. A natureza da cultura. In: SHAPIRO, Harry L. (Org.). Homem, cultura e sociedade. 2. ed. Tradução de Robert Coaracy e Joanna E. Coaracy. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1972. p. 208-222.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Características gerais dos indígenas. Resultados do universo. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

JOSÉ DA SILVA, Giovani (Org.) Kadiwéu: senhoras da arte, senhores da guerra. Curitiba: Ed. CRV, 2011.

MÉTRAUX, Alfred. Etnografia del Chaco. Traducción di Frank Samson. Asunción: El Lector, 1996.

PADILHA, Solange. A arte como trama do mundo: corpo, grafismo e cerâmica Kadiwéu. 1996. 218 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católic a de São Paulo, São Paulo, 1996.

RIBEIRO, Berta Glezer. Arte indígena, linguagem visual. Belo Horizonte: Itatiaia, 1989.

RIBEIRO, Berta Glezer. Artesanato indígena: para que, para quem? In: O ARTESÃO tradicional e seu papel na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Funarte, 1983, p. 11-28.

RIBEIRO, Berta Glezer. As artes da vida do indígena brasileiro. In: GRUPIONI, Luís Donisete Benzi (Org.). Índios no Brasil. Brasília: MEC, 1994. p. 135-144.

RIBEIRO, Darcy. Kadiwéu: ensaios etnológicos sobre o saber, o azar e a beleza. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1980.

RICARDO, Carlos Alberto (Coord.). Povos indígenas no Brasil: Amapá/norte do Pará. São Paulo: CEDI, 1983.

RICARDO, Carlos Alberto; RICARDO, Fany (Ed.). Povos indígenas no Brasil: 2006-2010. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011.

RUFFALDI, Nello; SPIRES, Rebeca. Povos indígenas no Pará e Amapá. Belém: CIMI Regional Norte II, 2002.

SIQUEIRA JÚNIOR; Jaime G. "Esse campo custou o sangue dos nossos avós": a construção do tempo e espaço Kadiwéu. 1993. 290 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1993.

SIQUEIRA JÚNIOR; Jaime G. Arte e técnicas Kadiwéu. São Paulo: Ed. SMC, 1992.

TAMASO, Izabela. Preservação dos patrimônios culturais: direitos antinômicos, situações ambíguas. Anuário Antropológico, Rio de Janeiro, v. 98, p. 11-50, 2002.

VAN VELTHEN, Lúcia Hussak. Arte indígena: referentes sociais e cosmológicos. In: GRUPIONI, Luís Donisete Benzi (Org.). Índios no Brasil. Brasília: MEC, 1994. p. 83-92.

VAN VELTHEN, Lúcia Hussak. Equipamento doméstico e de trabalho. In: RIBEIRO, Berta Gleizer. (Org.). Suma etnológica brasileira: tecnologia indígena. Petrópolis: Vozes, 1986. v. 2, p. 95-108.

Downloads

Publicado

23-12-2014

Como Citar

SILVA, G. J. da. História e Antropologia nas fronteiras do extremo norte do Brasil: o patrimônio cultural dos Wajãpi e uma reflexão sobre as artes indígenas. Antíteses, [S. l.], v. 7, n. 14, p. 282–300, 2014. DOI: 10.5433/1984-3356.2014v7n14p282. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/antiteses/article/view/18720. Acesso em: 16 jun. 2024.